O Milagre de um Papel Engordurado (City Championship KyoHQ 17/02)

Por Felipe Rigolino

Olá meus amados jogadores de Pokémon,

Domingo, dia 17 ocorreu o City na KyoHQ. Eu não jogava um torneio oficial desde o último nacional, que ocorreu em quase 1 ano atrás. Como muitos jogadores ocasionais como eu, é difícil ter tempo até mesmo nos fins de semana e afins pra me dedicar a estudar decklists e/ou ir atrás de cartas. Como todo torneio, cheguei meia hora antes sem um deck pronto ou até uma decklist. Fui separando com meu sócio algumas cartas, pegando outras emprestadas e montei o seguinte deck:

REPORT CAIPIRA

(Óbvio que escrevi o deck em um saco rasgado do McDonald’s)

Primeira Partida – Daniel Garcia (Landurus EX/Garbodor/Mewtwo EX)

Logo na primeira partida pegar o sócio é mancada né? Foi uma partida disputada. Os Garbodors não fizeram diferença alguma, eu não tinha Pokémon algum com ability, comecei de First Ticket mas o Daniel que abriu alguns prêmios na frente e tinha tudo pra ganhar a partida, até que eu dei um N quando ele tinha 1 prêmio e eu 3. Ele ficou sem nada na mão e consegui vencer a partida com Landurus EX.

1/0

Segunda Partida – Ciro (Darkrai EX/Sableye)

Foi uma partida bem fácil, eu tinha muita vantagem e total controle. Abri de First Ticket como na partida contra o Daniel, comecei de Landorus e só precisei dele pra matar 3 Darkrai EX e comprar 6 prêmios. Tomei um N que quase quebrou minhas pernas. Porém comprei uma Skyla e só precisei dela pra buscar um Switch e finalizar o jogo.

2/0

Terceira Partida – Silvinho – (Darkrai EX/Hydreigon)

Essa partida foi bem complicada. Dessa vez não sai de First Ticket e perdi na moeda, ele começou. O que foi uma pena, pois não consegui matar o Deino dele pra tirar a velocidade do deck. Ele conseguiu montar o jogo todo e um Keldeo EX que ele usava no deck fez a diferença, nocauteando com facilidade meu Landorus EX.

2/1

Quarta Partida – Luiz Guilherme (Mirror Match)

O deck era exatamente como o meu, fora um Bouffalant que ele usava. Não abri de First Ticket e ele sim. Ele abriu muitos prêmios na frente pelo meu deck não rodar. Quando ele tinha dois prêmios e eu seis, subi um Mewtwo e comecei a matar os Pokémons dele que já tinham dano. Matei um EX, comprei dois prizes, usei gol patino (Gold Potion), matei outro EX. Faltavam 5 cartas no meu deck e eu havia usado uma Skyla no turno passado, sabia que ainda havia uma Double Colorless no deck, que eu precisava no caso pra comprar meus últimos dois prizes. Usei juniper, comprei 5, acabando meu turno acabava o jogo. Liguei a Double no Mewtwo EX, usei um PlusPower e matei exatamente com o dano necessário seu Landorus EX

3/1

Quinta Partida – Yasmin (Rayeels)

Abri de Tornadus EX, ganhei na moeda e ainda tinha First Ticket. Baixei um stadium, liguei uma Double e dei t1 em um Tynamo.

4/1

Top 8 Adriano Maruoka (Darkrai EX/Hydreigon)

Novamente iria enfrentar esse deck, porém sem Keldeo EX, o que me ajudou bastante. Ganhei a primeira partida que foi bem disputada, mesmo tendo um grande azar nos N e nos meus draws. Na segunda partida ele não tinha cartas na mão e eu estava com um Mewtwo matando seus pokémons com uma larga vantagem. Ele ia recolher o deck e eu disse pra ele não desistir. Ele comprou do turno era uma Juniper. Usou, montou tudo, matou meu mewtwo ex e meus outros pokémons e ganhou o jogo. A terceira partida também foi bem disputada chegando a ir para os 3 turnos finais. Eu estava com 3 prêmios e ele com 6. Era seu último turno e ele não conseguiria matar 3 pokémons. Ganhei!

2-1

Top 4 – PP (Blastoise/Keldeo EX)

Esse realmente era o deck mais difícil para ganhar. Abri a primeira partida bem e devido a um erro de jogada dele, por pegar uma Rare Candy com a Skyla e montar blastoise, invés de pegar um supporter, ele ficou sem mão. Ai fui matando seus Pokémons até que ele desistiu da primeira. Na segunda eu havia saído com a mão perfeita para t1, porém sem o first ticket. Ele montou o jogo e foi bem fácil vencer. Na terceira partida eu comecei com tudo para um bom donk. Tornadus EX, stadium, First Ticket, só faltava a Double. Ele saiu de squirtle, eu comecei. Comprei a carta do turno, um First Ticket. Achei péssimo mas continuei, tinha uma Juniper na mão. Usei rezando para vir uma Double e eu ir pra final mas ela não veio, e continuou não vindo até o final do jogo, assim acabei perdendo.

1-2

Prós
– Fiquei bem feliz com o torneio. Tive um bom resultado com um deck que nunca havia jogado e fiz com o que tinha.
– Todos do time jogaram de gravata e social
– Decklist na lista de pão
– Landorus EX full art na premiação
– Ter fair play em todas as partidas e deixar meus oponentes voltarem sem reclamar de nada.
– Ter jogado na minha loja favorita
– Ter revisto meus amigos maravilhosos do Pokémon
– O PP ter ganho, ele mereceu!

Contras
– Absolutamente nada. Não tem porque reclamar de jogo ou de azar. É só um jogo. Acontece. Tudo foi ótimo e fiquei super feliz.

Bjos a todos os players lindões!

Um pensamento sobre “O Milagre de um Papel Engordurado (City Championship KyoHQ 17/02)

  1. Pingback: REPORT – Sambando no City da Bazar Magic/SP de… ARCHEOPS! | Battle City

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s