Impacto da Tempestade #3 – Rayquaza/Eelektrik

Tudo certo com vocês?

Coleções entram e tem um deck que persiste em ficar entre os melhores do formato: Rayquaza/Eelektrik, ou RayEels como muitos costumam abreviar. O deck parece não se abalar contra os bons decks que surgem a cada coleção nova.

Hoje vou falar do deck de RayEels, um pouco de sua história no formato BW-on e como adaptá-lo no formato BW-PLS.

História do RayEels

Finalmente tínhamos mudado de formato e passávamos ter as coleções vigentes sendo BW e posteriores. Nos Battle Roads, o maior hype era sobre os decks de Darkrai EX/Hydreigon e Garchomp/Altaria, porém, com o andamento dos Battle Roads, RayEels se mostrava como o maior detentor de vitórias. Poucos esperavam isso, já que o deck precisava de Rayquaza Shiny pra rodar melhor, e o mesmo na época era vendido por volta de R$ 150-200. Não demorou muito pra sair o mini set Dragon Vault, no qual trazia o mesmo Rayquaza Shiny da DRX na sua forma não-shiny, ou seja, barateou e o deck se tornou muito mais popular.

Quando anunciaram que a Boundaries Crossed seria lançada, trazendo com ela Landorus EX, muitos achavam que seria o fim dos decks baseados em Eelektrik. Acabou que Landorus EX foi ofuscado pela grandeza de Blastoise/Keldeo EX e Rayquaza/Eelektrik se mantinha firme como um dos decks top do formato.

E agora com a Plasma Storm teria RayEels o mesmo aproveitamento de antes? Conforme esse post vai caminhando, vocês terão a resposta.

Um fato é: Quem começou de RayEels desde os primeiros Battle Roads dessa temporada não teve que colocar muito a mão no bolso. O investimento inicial do deck era bastante caro, porém as coleções chegavam e pouca coisa mudava nas listas de RayEels, o que acabou pesando a balança pro outro lado.

O que muda com a Plasma Storm?

O deck de forma geral não muda muito, seguindo padrões anteriores. Eu acredito que vá existir dois modelos mais usados do deck: O tradicional e um outro mais agressivo.

Modelo #1 – RayEels tradicional

4 Tynamo NVI
4 Eelektrik NVI
3 Rayquaza EX
2 Emolga DRX
1 Victini NVI (V-Create)
> 14

4 Professor Juniper
4 N
3 Colress
4 Bicycle
4 Ultra Ball
4 Switch
2 Level Ball
2 Super Rod
2 Skyarrow Bridge
2 Pokémon Catcher
1 Max Potion
1 Tool Scrapper
1 Downsing Machine
> 34

8 Lighting Energy
4 Fire Energy
> 12

Pokémon:

Essa linha de Pokémon é bem padrão. Muitos costumavam não usar Emolga DRX no deck de RayEels, mas Emolga permite que você abaixe Tynamos com certa facilidade no jogo e é menos suscetível a tomar t1, porém começar sozinho com Emolga contra certos decks não é algo bom também. Rayquaza EX definitivamente é o Pokémon que você quer começar o jogo.

Trainers:

Essa parte já houveram mudanças mais acentuadas. Colress agora é a supporter de escolha do deck, já que combina muito mais do que Bianca e eu acho Skyla uma inclusão péssima em decks de Rayquaza/Eelektrik. Colress vai te possibilitar mãos gigantescas, logo, as opções também serão gigantes.

Bicycle? Quatro Bicycles? Haha, pra falar a verdade eu achava que essa carta não seria nem usada, mas acabei queimando a língua. Bicycle é muito boa em RayEels e já que você descarta muitas energias/coisas inúteis e consegue comprar duas ou três cartas na maioria das vezes com ela. Ela acaba sendo melhor que usar Bianca nesse deck, fora que ela é um Item.

Pra finalizar as sessão de bizarrices: Dois Pokémon Catcher. Num formato cheio de EXs que são os atacantes principais dos decks, lotar os espaços do deck com quatro Catchers é muito desnecessário quando você tem o poder de nocautear todos eles em um ataque. O Catcher serve pra pegar aquele EX todo machucado que tentou se esconder no banco ou então detonar um EX que não esteja totalmente energizado para começar atacar. Pra quem fica de choradeira que Catcher é caro e não tem como comprar 4, compre 2 Catchers e monte esse deck.

Downsing Machine saiu na Plasma Storm e é a Ace Spec de escolha do deck. Computer Search não pegaria nada que as trainers desse deck pegam, então é melhor reutilizar essas Trainers com Downsing Machine. Não tenho supporter? Downsing Machine por um supporter que eu já utilizei. Já utilizei minhas 4 Switch  e preciso recuar meu Eelektrik? Downsing Machine pela Switch. E por aí vai…

Energia:

Esse era o padrão de antes, oito elétricas e quatro de fogo.

Modelo #2 – RayEels “agressivo”

4 Tynamo NVI
4 Eelektrik NVI
3 Rayquaza EX
2 Victini EX
1 Victini NVI (V-Create)
> 14

4 Professor Juniper
4 N
2 Colress
4 Ultra Ball
4 Switch
3 Bicycle
3 Level Ball
2 Super Rod
2 Skyarrow Bridge
2 Pokémon Catcher
1 Max Potion
1 Energy Search
1 Downsing Machine
> 33

8 Lighting Energy
5 Fire Energy
> 13

Pokémon:

Bem, a grande surpresa aqui é o Victini EX. O lance é usar Turbo Energize e bombar um Rayquaza EX de energia. Se você usar Turbo Energize do Victini EX no Rayquaza EX no t1 e ligar da mão e usar um Dynamotor no t2 você já consegue dar 180 com o Rayquaza EX, depois é só administrar seus Eelektriks e Rayquazas no banco para continuar com o ciclo.

Trainers:

As trainers são muito parecidas com a da lista #1. Diminuí os Colress e Bicycle pra arranjar espaço pra mais uma Level Ball e para Energy Search. Energy Search é uma carta que eu antes não gostava no deck de RayEels, porque quando você usava Celestial Roar ela poderia vir no meio no lugar de onde deveria ser uma energia. Agora Energy Search é um coringa no deck, quando você achar conveniente você pegar uma energia elétrica pra ligar/descartar ou então uma de fogo pra ligar nos seus Pokémons. Energy Search aumenta suas chances de usar Turbo Energize no t1.

Esse deck não usa Tool Scrapper, já que você pode ligar as energias com Victini EX logo cedo no jogo em um Rayquaza EX e depois dar Catcher no Garbodor do seu oponente. Pode parecer frágil, mas Tool Scrapper não te dá vantagem contra Garbodor, apesar de você poder usar Dowsing Machine e reutilizá-la. Com ou sem Tool Scrapper, RayEels não se dá bem contra Garbodor.

Energia:

Uma energia extra de fogo pra aumentar as chances de t1 Turbo Energize.

USAR OU NÃO USAR KELDEO EX?

Keldeo EX havia se tornado uma carta padrão em decks de RayEels no formato BW-BC. Muitos começaram a usá-la pra cortar algumas Switch do deck. Basicamente, quando tentavam travar RayEels dando Catcher no seu Eelektrik, você ia lá e dava Rush In do Keldeo EX e em seguida recuava, normalmente com uma energia graças a Skyarrow Bridge, pra seu Pokémon de escolha.

Mas e agora com a Plasma Storm fica viável usar Keldeo EX em RayEels? A resposta é não, e aqui vão algumas razões:

  • Keldeo EX possuí 170 de HP, o que transforma-o em um alvo fácil pra Darkrai EX. Darkrai EX pode dar 30 no Keldeo EX do banco com Night Spear e depois trazê-lo como ativo via Catcher, jogar um Laser (Virbank em campo) e um Dark Claw ligado pra conseguir o nocaute.
  • No formato atual eu vejo muito menos o uso do Catcher defensivo em Eelektriks para ganhar tempo. Com Hypnotoxic Laser no formato, conseguir o nocaute no Eelektrik ficou cada vez mais fácil, além do mais vários Pokémons já são e eram capazes de nocautear o Eelektrik em um ataque, como Darkrai EX e Tornadus EX.
  • Na Plasma Storm foi lançado Downsing Machine, que pode fazer o papel da quinta Switch. Caso houvesse muita preocupação em tirar o Eelektrik da posição ativa, também poderia ser usado Escape Rope, que também foi lançada na Plasma Storm, porém esse não é o caso.
  • Keldeo EX é suscetível a ficar travado na posição ativa via Catcher e Laser pondo pra dormir.

Ao invés de Keldeo EX, eu usaria apenas Switch, que te proporciona a troca de ativos e economiza seus Dynamotor para os Rayquazas.

Prós e Contras do Rayquaza/Eelektrik

Como todo deck, RayEels tem suas vantagens e desvantagens.

Prós:

  • Rayquaza EX é capaz de nocautear qualquer Pokémon em jogo;
  • O set up do deck é rápido e raramente trava;
  • Quando você faz o set up, você pega um prêmio atrás do outro.

Contras:

  • Landorus EX e Garbodor DRX destroem esse deck (principalmente se juntos no mesmo deck);
  • Começar com Tynamo sozinho e tomar donk.

Landorus EX é o que me segura em usar esse deck, por ser um dos Pokémons mais populares do formato. Landorus aplica muita pressão sobre os Tynamos no começo do jogo e torna muito difícil você montar múltiplos Eelektriks no jogo.

Outro fator pra MIM é a experiência com decks de Eelektrik. Nos últimos Regionais eu joguei de Tornadus EX/Mewtwo EX/Eelektrik, que era um deck muito sólido em termos de matchups, sendo a pior na minha opinião para RayEels. Futuramente eu falarei mais sobre meus Regionais e outros torneios em um outro post, mas sendo breve eu comecei todas as partidas de Tynamo sozinho e mais nada.

Eu dei sorte de ter enfrentado apenas dois decks que tinham a possibilidade de me dar donk, e em uma dessas partidas aconteceu o tão doloroso t1. Não quero dizer que eu perdi as partidas porque eu comecei de Tynamo, pelo contrário, em uma delas meu deck funcionou perfeitamente, e só não cheguei a ganhar porque meu oponente começou a pegar prêmios antes de mim. O que eu quero enfatizar que sempre há a possibilidade de perder uma partida com um deck de Eelektrik sem nem ao menos jogar uma carta. Em um torneio grande, assumindo que você enfrente uma matchup ruim e tome um donk, você já está X-2 no torneio, e às vezes acaba não passando para o top.

Conclusão

Rayquaza/Eelektrik é um deck viável para o Nacional? Com certeza sim!

RayEels perde um pouco de força se comparado com o passado, mas ainda tem muitas matchups favoráveis e por se tratar de um deck que “flui”, ele pode muitas vezes sair na frente dos decks mais “travados”.

O deck também possui um poder de volta ao jogo muito grande. Você pode estar atrás nos prêmios, sem Eelektriks e com poucos Tynamos em jogo, mas depois de um N, algumas Super Rod e Dynamotor o deck está novamente de pé.

É isso aí, talvez eu ainda escreva sobre Blastoise/Keldeo EX/Black Kyurem EX, talvez não…

Continue atento a novidades! Bons testes de deck e se vocês forem para o Nacional, vejo vocês lá!

Robson

Um pensamento sobre “Impacto da Tempestade #3 – Rayquaza/Eelektrik

  1. Ótimo como sempre, faltou apenas mais dois problemas em usar keldeo:
    Um espaço usado no Banco
    No formato de hoje não se mantém um skyarrow no campo por muito tempo, e tendo que pagar 2 pra recua-lo, séria o mesmo que recuar um eels.

    Parabéns

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s