Novas Regras: O que muda com as Regras da Era X/Y

Por: Sid Guimarães

Nesse post vamos falar brevemente o que muda com as novas regras para a era XY, que entrarão em vigor no dia 08 de Novembro de 2013. Depois disso, veremos como os decks podem se sair com essas novas regras e se eles ficam mais fortes, mais fracos ou praticamente os mesmos.

O que mudará?

Quem começa o jogo não pode atacar.

Isso mesmo, aquele jogador que começar a partida poderá fazer tudo normalmente, menos evoluir e atacar. Muitos ataques que eram ideais para o setup como Junk Hunt (Sableye DEX) e Call for Family (Emolga DRX, Shaymin BCR) agora só podem ser usados no primeiro turno se você é o segundo a jogar.

Pokemon Catcher e sua errata!

Do luxo ao lixo!

Agora todo Pokemon Catcher funcionará da segunte forma: “Jogue uma moeda, se der cara, substitua o Pokémon ativo do oponente”. Ou seja, agora teremos que lançar uma moeda para termos a ação final, ficando praticamente idêntico a carta Pokémon Reversal que era válida no formato de 2010-2011, porém, essa carta não pode ser utilizada no formato atual.

Quem começa jogo?

Agora os jogadores decidirão quem começa a partida ANTES de comprar suas cartas. E aquele que vencer na moeda, é quem irá se prefere começar ou não.

 Isso é bom ou ruim?

Como toda mudança, há um lado que ama e o outro que odeia. A mudança vai atingir a nossa zona de conforto e com isso gerará novas especulações sobre como o jogo irá funcionar daqui pra frente (com as cartas que sairão em XY). Os Pokémon que evoluem agora tem mais chance de enfrentar de frente decks cheios de básicos, trazendo de volta o espírito de evolução ao jogo e claro, fazendo com que o banco seja, quase, um lugar seguro de estar.

 

Quem ganha e quem perde? Uma análise dos principais decks do metagame

– Darkrai/Garbodor:

O deck mais jogado do momento e que muitos arriscam afirmar ser o BDIF atual irá se beneficiar de poder ter Garbodor mais seguros no banco, além de poder dar Junk Hunt com Sableye e recuperar Catchers (mais chance de dar certo) e outras cartas que necessite na hora. Por outro lado, Mr. Mime também fica forte eliminando o spread de Darkrai EX no banco e claro, o deck dará adeus aos Turno 1 com Junk Hunt. Por final, com Garbodor ficando mais forte e tools ficando tão importante, Tool Scrapper verá cada vez mais jogo e isso pode dificultar a habilidade do Garbodor.

– Virizion/Genesect:

Sem dúvidas, o deck mais comentando atualmente. Começou sem a certeza de ser um deck top, mas logo no começo do formato, mostrou para o que veio. Com essas mudanças nas regras, o deck só tem a ganhar! Sem atacar no turno 1, o deck fica cada vez mais consistente, fazendo com que Tropical Beach realmente ganhe um espaço importante e que sua aceleração irrite muitos os oponentes. Sem contar que Genesect EX continua com sua habilidade de “Pokemon Catcher”.

– Blastoise:

Blastoise finalmente se viu livre dos donks com as mudanças anunciadas, agora as Squirtles estão a salvo e aquele seu X-0 não terminará em um donk bobo. Como o deck já não ataca no turno 1, o deck e os jogadores de Blastoise não sentirão falta de tomar dano (por não começar a partida) no começo do jogo. Infelizmente, como dito anteriormente, Garbodor ficará mais forte, mas nada do que mais cópias de Tool Scrapper não resolvam, já que o deck tem um grande poder de comeback. Depois de Virizion/Genesect, com certeza, a grande aposta da grande massa de jogadores.

– Plasma:

Plasma, com certeza, é o deck que mais será afetado entre os quatro decks tops do formato, com donks cada vez menos constantes e sem causar dano no t1. Há algumas soluções para o deck, é claro, como simplesmente não começar as partidas (que pode ser perigoso contra VG e Blastoise) ou mudar para uma vertente mais pura com mais energias básicas. Se plasma ficar cada vez mais incomum nos torneios, aqueles que continuarem com o famoso TDK podem se aproveitar da falta de Hammers/Mirrors/Drifblim/Outras techs nos decks dos oponentes e continuar fazendo tops nos torneios.

– Rogues/Menções Honrosas:

Com certeza, essa é a melhor hora para se jogar rogues e decks que antes eram considerados “frágeis”. Toolbox, Empoleon/Dusknoir e outros rogues ganham mais poder com um banco mais protegido e o enfraquecimento de Pokemon Catcher.

Emboar também merece ser mencionado. Mesmo sendo o Blastoise ruim, ele pode ser o fator surpresa podendo dar OHKO em Darkrai-EX/Black Kyurem EX e bater na weakness de Virizion/Genesect.

Como o metagame ficará? Que deck ficará no topo?

Infelizmente não temos como saber, tudo o que podemos fazer é pensar, testar e estudar os decks com as novas regras. Tudo ficará mais claro com o lançamento da coleção XY no japão. Com qual deck vocês irão tentar enfrentar o novo formato? O que vocês esperam dessas novidades? Acharam bom ou ruim? E o mais importante… Que deck ficará no topo? Valeu galera, espero que tenham curtido!

Abraços,

Sid Guimarães.

2 pensamentos sobre “Novas Regras: O que muda com as Regras da Era X/Y

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s