BC Awards 2014 – E os prêmios vão para… (Conheça os vencedores!)

battlecity_awards_logo

 

Demorou mas saiu! Chegou a grande hora, vamos conhecer os vencedores do BC Awards 2014!
Foram decisões díficeis, muita confusão e detalhes. Mas analisamos profundamente cada candidato para chegar nos resultados mais justos possíveis.

Mas de qualquer forma galera, isso aqui é uma celebração! É uma grande brincadeira que o Battlecity oferece a comunidade brasileira do Pokémon! Então ganhando ou não, keep calm and play pokémon!

Bom, vamos ao que interessa!

Vamos definir as premiações com  as cores:

gold 1º lugar / Ouro

silver 2º lugar / Prata

bronze 3º lugar / Bronze

mencao Menção Honrosa / Magenta

 

 

And the Battlecity Awards goes to…..

 

 

Prêmio do Revelação do Ano

 

gold Paulo Gouveia de Freitas (SP)

silver Wilton (RJ)

bronze Luiz Guilherme Shiny (SP)

 

A grande revelação do ano vai para o Paulete! Sem dúvidas o Paulete se tornou um grande juiz, claro, ainda comete equívocos, é normal, afinal é sua primeira temporada na função. Mas demonstra um enorme potencial, se dedica bastante, estuda e leva muito a sério o seu trabalho durante os torneios. Contudo, o que realmente fez diferença para o Paulete ganhar o ouro foi sua atitude. Sair da posição de jogador para virar juiz foi sensacional. Ele sabia da carência de juizes no Brasil e decidiu se arriscar. E pra melhorar, deu uma baita lição aos jogadores e de quebra inspirou outros jogadores a tentarem ser juiz também. O Wilton sem palavras, já falamos antes dos seus feitos na sua primeira temporada e de longe o foi JOGADOR revelação. E o Shiny fez muito bonito também, surpreendeu geral com seu título de Regional em São Paulo.

 

 

Prêmio Hooh

 

gold César Lopes Pereira (SP)

silver Fred (SC)

bronze Cassiano Roger Mendes Chuck (SP)

 

E que REBIRTH do nosso campeão nacional de 2012! Depois de 1 ano e meio sumido, voltou em grande estilo e chegou ao top4 do nacional. QUAAAASE que ele leva seu segundo título nacional, chegou perto de conquistar o título inédito de Bicampeão Nacional. Mas tudo bem, fez o bastante para levar o ouro na categoria. Já o Fred…. sem palavras, o cara é figurinha carimbada no Top do nacional, não importa se foi participativo ou não ao longo da temporada. Ah! e sempre ele surpreende os jogadores com uma ideia nova, incrível e totalmente inesperada! E o Chuck calou a boca de muito player que achava que ele não conseguiria sua vaga para o Worlds 2014 com uma série de tops conquistados consecutivamente.

 

 

Prêmio Pokédad

 

gold Vinicus Lazzari (SP)

gold Ruimar Otávio (PR)

silver Renato Lauri (SP)

bronze Mauro Wada (SP)

mencao  Claudio Takeuti (CE)

 

 

Esse prêmio foi o que mais deu dor de cabeça para eleger, porque não havia um critério correto para premiar os melhores. O Vini, Ruimar e  Cláudio fizeram muito pela comunidade, o Renatão foi de todos os Pokédad o melhor jogador e o Mauro Wada foi como sempre um ótimo técnico para seus filhos. E então, como eleger o melhor? Ser o melhor Pokédad jogador ou melhor técnico é incrível, não deveria ser menor que os outros, só porque os outros ajudam a comunidade de alguma forma… o que quero dizer é que os Pokédads não tem a obrigação de fazerem trabalhos voluntários em prol do crescimento do Pokémon TCG no Brasil. Então para 2015 vou criar o “Prêmio Nobel do Pokémon”, ai sim conseguiremos diferenciar os méritos das pessoas que arrasaram foram das mesas e os que arrasaram dentro das mesas.

Mas como nessa premiação não tive essa ideia brilhante, então vou tocar o barco mesmo assim e espero de coração a compreensão de todo mundo, tanto dos eleitos quanto dos leitores.

O Ouro foi para duas pessoas, Vini e Ruimar, ambos fizeram incríveis trabalhos em suas regiões afim de incentivar o crescimento do Pokémon TCG e além disso tiveram presença direta na comunidade nacional. Vini hospedou regionais, citys e LC em sua loja de Sorocaba e Ruimar se dedicou em oferecer Streams e gravações dos jogos do Pokémon TCG Brasil, que é fundamental para expandir e qualificar ainda mais a experiencia de jogar Pokémon TCG.

A prata fica Renato Lauri, pois além de apoiar o filho Léo a conseguir o invite para o Worlds 2014, o Renatão foi um jogador de primeira e além de conseguir a vaga pro mundial, foi um dos melhores jogadores da primeira metade da temporada.

Por fim deixo uma Menção Honrosa ao Cláudio do Ceará. A comunidade da sua região elogia muito sua dedicação para o crescimento do jogo lá e isso é muito bacana. Além disso apoia demais seu filho Erik, que foi o Campeão Nacional de 2013 na categoria Júnior.

 

Prêmio Ross Cawthon

 

gold Carlos Alberto Barros (SP)

silver Alex Silva (PR)

bronze Giorgio Locatelli (SC)

mencao  Eduardo Tavares (SP) / Maurício D’avila (SC)

 

Meu Deus como essa eleição foi complicada. Carlos ou Alex ?? Alex ou Carlos?? É amigo… foi tenso. Mas o júri foi esse.

A grande diferença entre Carlos e Alex foi a seguinte: o deck do Carlos tinha uma Linha pesada de 4-2-4 de um Pokémon jamais visto em um torneio premier, o que foi classificado como algo surreal, pouquíssimo visto no Pokémon TCG. O Stoutland era já uma carta antiga e ninguém cogitava em usar em torneios. 10 entre 10 jogadores pegavam o Stoutland na mão para ler o que ele fazia. Como se não bastasse usar o Stoutland pela sua habilidade, o que podia ser combinado com a já manjada estratégia do “bate e volta”, usando Palkia EX, Accelgor e etc (até apareceu no Top Cut 1 mes depois essa ideia), o Carlos foi além e decidiu usar o Stoutland como atacante, pois percebeu que não era tão dificil energizar quanto parecia, tinha um ataque bom e ganhava espaços extras no deck. Carlos não foi apenas revolucionário, mas também vencedor, ganhando dois cities, top2 e alguns top8. Ele deu azar que saiu Yvetal EX na sequencia, a pior fraqueza do deck, caso contrário teria usado no Nacional.

Já o Alex tem ao seu favor o peso de ter inovado no Nacional. E apesar de seu deck ter sido muito, criativo, bem montado e pensado, em termos de “revolução” ele perde para o Carlos. Basicamente, os Eveeolutions já era conhecido, usado pelo Dylan Bryan no Worlds 2013 e posteriormente aparecia com certa frequencia em Tops mundo afora. Trevenant é a versão melhorada da Gothtelle, que foi usada pelo campeão Nacional do EUA em 2013 e Trevenant venceu regionais mundo afora, combinada com Accelgor. O Raichu desde que saiu na coleção da XY sabiamos que ele era um counter natural de Yvetal EX e Lugia EX, um dos dois principais Pokémon do jogo, então viamos com certa frequência, seja em Virgen quanto Flareon ou Big Basics. Ou seja, o que o Alex fez foi juntar ótimos Pokémon consagrados, aliado a uma concepção profunda do metagame para criar um ótimo anti-meta. Como ele mesmo disse, o deck de pau-brasil é “deck de um torneio só”.

O grandioso Ross Cawthon, player que dá nome ao troféu, surpreendeu o mundo em 2011 ao trazer um deck totalmente diferente (inclusive teve o deck impresso no worlds), com uma mecânica diferente, apoiado por um Pokémon inesperado, que era o Reuniclus. E podemos ver que o Carlos se assemelha em vários pontos 0 que Ross Cawthon fez em 2011. Usou um Pokémon inesperado (Stoutland) e trouxe uma mecânica diferente (fazer o oponente jogar sem Supporter, algo inédito no formato).

O Giorgio fica com o bronze, já que Alex e Carlos arrebentaram demais na criatividade.

E temos uma Menção Honrosa para dois jogadores: Eduardo e Maúricio. Ambos usaram na mesma época um deck super parecido, que era Blastoise/Kyurem EX/Dusknoir. Um deck de conceito interessante e que supria a ausência do Pokémon Catcher. Os dois conquistaram Tops em regional com o deck.

 

Prêmio Jason Klacyznski

 

gold Alex Silva (PR)

silver Marcelo Magalhães (PR)

bronze Raphael Branco (SP)

 

Chega de segundo lugar Alex! Uffa! Até que enfim levou um prêmio! E o prêmio mais nobre do BC Awards! O ouro vai para o cara que venceu quatro citys seguidos, pegou tops em regionais e foi vice campeão com um deck único e criativo no Nacional de 2014. Meus parabéns!

O Marcelo não fica muito atrás não. Foram duas finais de regional, uma final de city, além de ter sido o campeão nacional de 2014. Tenho certeza que ele não vai ficar chateado, já venceu o Nacional, deixa essa pro Alex vai ;D

E o Branco fica com o bronze. Sua consistência foi algo fora do normal e isso merece ser premiado. Boa mlk!

 

That’s all Folks!

É isso ai galera, parabéns a todos os jogadores do Brasil! Sem vocês isso aqui não é nada. Espero fazer um BC Awards muuuuito melhor em 2015. Contamos bastante com o apoio de vocês. Eu e o Robson fazemos isso para vocês.

 

Abraço a todos e nós vemos na temporada 2014/2015!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um pensamento sobre “BC Awards 2014 – E os prêmios vão para… (Conheça os vencedores!)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s