Brasileiros, sejam bem vindos ao formato Moonwalk! (Mostramos que também sabemos andar pra trás, Michael)

Olá a todos!

Assim como Michael Jackson, mostramos que também sabemos andar pra trás…. mas de uma maneira não tão “cool” quanto o rei do Pop.

Pois é galera, hoje tivemos uma notícia bombástica no site da COPAG.

http://www.copag.com.br/pokemon/legalidade-de-novas-expansoes-em-eventos-oficiais/

Especificamente, essa frase foi o principal tapa na cara.

“As novas expansões de Pokémon só serão válidas oficialmente no Brasil uma semana após o lançamento da expansão em português.

Ou seja, o formato da próxima temporada vai ser BR-ON, válidos apenas coleções lançadas no Brasil. Pro formato competitivo, estaremos 3 meses atrasados para o resto do mundo.

De modo geral, quais são as vantagens e desvantagens dessa noticia? Qual seria o mundo ideal?

 

Desvantagens:

– O jogo competitivo vai ficar mais chato, é muito desanimador jogar um formato antiquado que o mundo todo já dissecou;

– O jogo ficará menos criativo por aqui, uma vez que o mundo inteiro já desmembrou o formato e extraiu o máximo de coisas legais do formato antes mesmo de começarmos a jogar competitivamente;

– Treinar no Pokémon TCG Online será praticamente impossivel, pois a maioria dos jogadores estarão jogando um formato mais avançado do que o nosso.

– Seremos mais excluídos da comunidade mundial ainda, já que não teremos nada de informação interessante para compartilhar, uma vez que viveremos no “passado”

– Assim como os japoneses, com a enorme diferença deles estarem uma coleção avançados e nós uma coleção atrasados, teremos que dedicar um tempo especifico só para fazer um treino exclusivo para o formato específico do mundial (que é o formato normal para o mundo todo). Já não somos a elite do Pokémon Mundial e agora tivemos mais um revés para nos qualificarmos para o torneio mais grandioso do Pokémon TCG.

 

Vantagens:

– Valorização das cartas nacionais. Provavelmente o consumo das cartas nacionais aumentem mesmo, apesar da qualidade do booster americano continuar sendo muito melhor (um pouco mais caro e muito melhor). No fim das contas, se for parar pra pensar o custo/benefício entre consumir cartas nacionais e gringas seja muito similar, o rating de cartas boas em uma box americana chegar a ser melhor do que duas box brasileiras.

– Diminuição do consumo de cartas americanas. É legal pensar que na teoria essa medida vai diminuir, importações, contrabando, ou qualquer coisa relacionada a isso. Vamos parar de dar dinheiro para os Estados Unidos e vamos injetar essa grana no Brasil. Na prática acontece o que eu disse logo acima, os boosters americanos possuem mais qualidade, maior rating e por conta disso os jogadores ainda vão se interessar pelos produtos de fora. Pra complementar, os boosters brasileiros não colaboram, o rating é muito baixo e para equivaler uma Box americana, será preciso comprar duas.. três box brasileira, que no fim das contas, o produto americano fica ainda ligeiramente mais vantajoso.

– Já que estamos sendo “induzidos” a investir em cartas nacionais, então poderemos exigir mais da Copag? Talvez, mas bom, eu pensaria dessa forma. Se antes a Copag não tinha grandes motivos para investir no competitivo, uma vez que os jogadores consumiam 95% de suas cartas lá dos EUA e trazia pouquíssimo lucro para Copag, agora com os jogadores consumindo mais produtos nacionais, a Copag agora tem o motivo que lhe faltava para trabalhar de vez no competitivo. Podiamos interpretar a situação como: “o competitivo não traz lucro, Próplayer consome produto gringo”, então agora me vem a cabeça: “somos reféns das coleções Nacionais, então exigiremos TODOS nossos direitos e recompensas por isso”. Problemas graves como a falta das premiações oficiais desta temporada (troféus, playmat e etc) e a ausência de League Challenges (essa está doendo demais pra mim) precisam ser resolvidos o quanto antes no Brasil.

– A “nacionalização” do Pokémon TCG vai trazer benefícios para o jogo competitivo? O possível lucro obtido com a medida do formato “BR-ON” seria revertido no próprio Pokémon TCG competitivo? Teríamos investimentos em regionais  “luxuosos”, com um espaço arejado, premiações incríveis, estrutura de qualidade e todas essas coisas que o jogador de Pokémon sempre sonha em receber?  Talvez, mas sinceramente não acredito muito não.

 

Conclusão

Não foi uma notícia que agradou a “Nata” do Pokémon TCG competitivo. Com toda certeza ela traz muitas desvantagens, e mesmo nas vantagens, ainda não sei dizer mesmo se chegam a ser vantagens. De um modo geral a Copag tem feito um trabalho incrível e todos os jogadores agradecem de coração esse esforço que ela tem feito por nós, acredito também que ela vai ouvir os jogadores e tudo vai acabar sendo resolvido da melhor maneira.

É bom deixar claro que uma decisão como essa não foi tomada impulsivamente, provavelmente houve muitos estudos da Copag para chegar nessa decisão. Também temos que lembrar que a Copag é uma empresa corporativa de grande porte e precisa gerar receita, caso contrário ela toma prejuízo, vai falindo, demitindo funcionários e ai vira uma catástrofe enorme. Se o Pokémon TCG não for financeiramente saudável para eles, não há razão de pagar funcionários e esforços para trabalhar com esse jogo. Quero dizer, existe um objetivo muito grande que é o de obter lucro, assim como qualquer empresa do mundo, então, talvez eles mesmos saibam que essa mudança de regra seja prejudicial para os jogadores em si, mas talvez para o mercado deles seja vantajoso, afim de manter o Pokémon TCG como algo interessante e duradouro do ponto de vista financeiro para a empresa Copag.

O mundo ideal, de forma que deixasse o jogador competitivo contente e a empresa também, na minha opinião seria:

– Adiar a mudança de formato por um tempo

– Trabalhar forte para sincronizar as coleções Brasileiras e Americanas, sem hiato de 3 meses

– Fazer os boosters brasileiros da mesma forma dos americanos (isso seria um “plus”, não seria algo urgente)

– Após obter a sincronia, ai sim voltar a anunciar a regra.

Dessa forma o booster brasileiro ainda seria interessante para o brasileiro, já que as cartas serão totalmente usáveis e importantes para o formato vigente no momento e de quebra evitaria todas as desvantagens citadas acima (comunidade mundial, nível de jogo, empolgação dos jogadores e etc)

 

De primeiro momento é isso, vamos aguardar o que deve vir por ai, tenho certeza que esse assunto ainda será muito comentado nos próximos dias.

 

Valeu!

 

 

 

 

 

3 pensamentos sobre “Brasileiros, sejam bem vindos ao formato Moonwalk! (Mostramos que também sabemos andar pra trás, Michael)

  1. Semedo: bom dia.Parabéns pelo post.As cartas PT vão passar a ser válidas no mundial?grato abs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s